sábado, maio 23, 2009

Problemas urbanos 13:

"galinhas-do-interior".
Este apelido mui carinhoso cunhado pela minha mãe desde à minha infância era sempre lançado sobre uma pessoa que estivesse a pé passando por nós enquanto estávamos de carro; mas ao contrário do que parece, não se refere a pedestres.
Pedestres são aqueles indivíduos que efetuam seu deslocamento urbano sem veículo de tração motora ou animal, andam nas calçadas e passarelas suspensas e subterrâneas, atravessam os sinais de trânsito na faixa; vez ou outra, inclusive, se tornam vítimas de políticas urbanas mal paridas que, ao realizarem uma obra em logradouro público, ocupam as calçadas de entulhos, caçambas e material de construção, o que força-os a andarem nas ruas, expostos a acidentes de trânsito. Também sofrem com motoristas que tomam as calçadas como estacionamento e o excesso de camelôs nos grande centros metropolitanos.
As galinhas-do-interior, por sua vez, se fossem coisa boa, seriam pedestres; mas não, ignoram a existência de sinais, o que, conseqüentemente, faz com atravessem a rua nos piores trechos. Ao invés de fazerem uso da calçada, gostam de andar na rua, de preferência no meio dela; também gostam de esperar para atravessarem no asfalto, de preferência no meio da curva. Porém, seu comportamento mais recorrente mesmo é cruzar correndo a via bem na hora que o carro se aproxima. Em geral, são os que mais acusam motoristas de imprudentes. Infelizmente, estão em maior número do que os pedestres.

2 comentários:

Márcio Silva disse...

Dia desses deparei-me com uma dessas penosas, mas acho que em verdade era um Frango Kung Fu: o sujeito atravessou a rua (no pior ponto possível, claro) virando cambalhotas. Definitivamente as galinhas-do-interior não atravessam as ruas somente pra chegar ao outro lado.

R disse...

voltei de G.
Vou responder seu e-mail mais tarde.
Saudade