domingo, agosto 09, 2009

O gênio e o tolo

Entrevista em duas partes, concedida para o Jô Soares, em 1999. Bom, como toda entrevista do Jô, ele sempre termina falando mais do que o convidado. Mas, em se tratando de Will Eisner, as poucas coisas que ele diz valem muito. De quase 14 minutos de entrevista, ele termina respondendo a 3 perguntas, mas isso já basta para mostrar a sensibilidade e o olhar crítico que imprimiu brilhantemente em sua obra. Eu, que tanto gosto de falar de metrópole e problemas urbanos, só tenho a aprender com esse cara, que foi um Richard Wagner dos quadrinhos (com a fina ironia de ser judeu); é bom ver como um gênio faz as coisas.

Um comentário:

Criptor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.