quarta-feira, abril 28, 2010

Problemas urbanos 15:

nervosinhos.
Ao contrário do que possa parecer, não estou falando desses tipos neurastênicos que saem por aí vendo problemas urbanos por todos os lados; falo daqueles que são inquietos, incapazes de se sentarem sem ter qualquer parte do seu corpo executando movimentos em ritmo frenético, seja batucando no encosto de cabeça do banco — naturalmente, onde a sua cabeça está apoiada — ou batendo com o anel no ferro do transporte coletivo, para incomodar bem, como se o ruído do motor, do trânsito e de todo o resto não fossem suficientes. Mas não param por aí, há também aquele considerado o rei da espécie, o premiado, o tal que, quando se senta, fica quicando a perna na ponta do pé a tal ponto de fazer tremer o banco todo, pouco se importando se está encostando em alguém, ou no livro que alguém possa estar tentando ler.

Um comentário:

Beluga disse...

desculpa... vou me controlar...