domingo, dezembro 06, 2009

Ignorância confessa

Eu não entendo lá muito de futebol. Há um tempo atrás, eu sabia porque ninguém passava a bola para o cara vestido de preto, mas aí, hoje, ele não se veste mais de preto. Fato é que eu não me interesso, mas eu aceito assistir um bom jogo, mas "bom" assim, em negrito mesmo; um bom jogo eu respeito. Sei até dar uns pitacos, mas isso porque quando eu era adolescente, eu joguei basquete, então eu vejo certas falhas que atrapalham o time funcionar, mesmo que eu não tenha menor noção do que seja necessário para tanto.
Eu admito que eu queria gostar de futebol. Primeiro porque eu acho que seria uma pessoa mais sociável, e meus gostos só agem para o oposto disso, eu canto ópera, não vejo novela, não bebo cerveja e, quando me perguntam, eu torço para o Malutron. Além do fato de que algumas das figuras mais interessantes que eu vejo gostam mesmo de futebol, entendem e fazem alguns comentários muitíssimo bem colocados sobre o assunto; o Veríssimo é um que não me deixa mentir, e eu queria entender todos os comentários do Veríssimo, quando eu não entendo, sei que perdi algo muito bom.
E tem mais, se eu gostasse de futebol e, conseqüentemente entendesse mais sobre o assunto, eu entenderia por que neste mundo, por que meu Deus, quando o time para o qual torcem faz um gol, as pessoas gritam:
— [meu time], caralhoooo!

3 comentários:

Beluga disse...

Cara... acho que é quase irracional... nunca imaginei me vendo ir ao maracanã pra ver... meu time escapar do rebaixamento... e ADORAR ISSO!!!

xistosa - (josé torres) disse...

Por isso é que eu gosto desta vida da Internet.
O que se aprende por aqui.
Meu time é um "timezinho", que só golo ao directivo que comanda tudo e mexe no dinheiro.
Mas temos que arranjar um pretexto para "emborcar" umas "pingas".
Seja cerveja ou ... cerveja e muita.
Quando morrermos vamos estar muito tempo sem beber.

Um português, um francês e um inglês, vão pela primeira vez a Paris.
Perante a grandiosidade da Torre Eiffel, o inglês olha de baixo para cima e exclama:
- Wonderful!!!
O francês, com o mesmo olhar, diz:
- Merveilleuse!!!
O português perante o mesmo cenário:
- "C'um caralhoooo"

O futebol leva-nos a manifestações animalescas.
Digo, leva-nos, mas a mim não, que não vou a um estádio de futebol há mais de trinta anos.

Quero expressar aqui os maiores votos dumas Festas Felizes e que o Papai Chato, ou mesmo o Papai Noel, sejam generosos e atendam os pedidos.

Um abração desde este lado e Boas Festas.

Márcio Silva disse...

As pessoas gritam "-[meu time], caralhoooo!" pelo mesmo motivo que gritam "- vai [nome de homem/nome de mulher/nome de animal de médio porte]!" durante o sexo ou "-Leeeeeeeeeeeeeeeeroy!!!" durante uma briga generalizada: é uma reação irracional. Eu mesmo, quando Roberto Baggio perdeu o pênali na final de '94, gritei "gol" e joguei uma lata de cerveja cheia na tela da TV. Quem faz isso pensando???