quinta-feira, janeiro 27, 2011

Não se pode ter tudo

Calor tórrido, pombo voando com uma asa só para poder se abanar com a outra, eu aqui, suando mais do que recomenda a OMS, resolvi fazer uma limonada. Alegria-alegria, peguei o copo do liquidificador, botei gelo, água, açúcar e todas aquelas outras coisas que uma limonada leva. Faltava só a tampa. Estico minha mão dentro do armário e vejo que tem uma barata imensa de antena, asa, salto alto e RG lá dentro. Sério, deu até saudades do gafanhotão! Agradeço a Deus por ter visto ela sem que a tocasse! Eu gritei, lóxico, aquele grito seco e curto, diferente daqueles longos e histéricos que a Kim Bassinger consagrou no cinema. Macacos me mordam, se já é ruim ter uma barata no chão, no nível da sola do seu sapato, é ainda mais terrível tê-la na altura dos seus olhos. Antes que eu pudesse me dar conta, já estava na sala, com os braços encolhidos. Agradeço também às minhas pernas pela pronta ação de me tirar dali.
Então eu, do jeito que estava, descalça, short velho, sem nem um batonzinho, abri o portão de casa, atravessei a rua e fui bater na casa 32 (que apesar do número, fica bem aqui em frente), em busca de socorro. Óbvio que alguns riram da minha cara, me mandaram matar a bicha de uma vez e tal.
Qual é, vocês nunca estão satisfeitos? Eu luto Jiu-Jitsu, escuto Motorhead, gosto de velocidade e UFC, troco lâmpada, tanto as de casa quanto as do carro, conserto fio de abajur, sei quando o problema do meu carro é o cebolão ou a omocinética, não vejo comédia romântica, adoro a saga do Poderoso Chefão, abro pote de azeitona, palmito e até sei de macete para abrir as longneck. E eu ainda tenho que matar barata?! Ah, me deixem em paz com o meu último reduto de feminilidade!


P.S.: O final foi feliz, graças ao meu vizinho que cavalheirescamente veio aqui armado de uma lata de inseticida e dois chinelos!

Um comentário:

xistosa - (josé torres) disse...

Também há aparelhos eléctricos para afastar baratas.
Outros para as moscas.
Outros para os ratos.
Outros para os mosquitos.
Outros para as abelhas.
O mundo está a ficar perigoso com tanto aparelho eléctrico.

Uma boa semana.