quarta-feira, abril 20, 2011

Feliz Páscoa!

Como sempre fazem sucesso, pelo segundo ano decidi não dar ovos de páscoa aos meus afetos, e sim entregar-lhes cookies de chocolate feito pelas mesmas mãos que digitam meus posts. A ocasião vem bem a calhar, para o futuro sr. Kath entender porque ele já ouviu falar tanto desses quitutes. A minha cozinha vira essa bagunça por um tempinho, mas tenho que admitir que gosto muito de fazê-los, ainda mais quando eu penso nos preços dos ovos. Sangue libanês, né, fazer o quê? Tenho é que abraçar.
Mas o que eu vim dizer mesmo é desejar um bom feriado a todos. Que a doçura desta época, mais a comunhão em família, ajuda a nos curar e fortalecer.

Um comentário:

xistosa - (josé torres) disse...

Com tantos doces a Páscoa não pode ser feliz.
Faz engordar e estragar a "dentuça" (aqui, malevolamente, chamo-lhe corta-feno. O feno é a palha que se dá aos burros. De quatro patas no chão, que também há muitos mais com duas no chão e duas para cima - os políticos - que nos roubam e zurram aos ouvidos a pedir mais impostos)
Mas estamos na Páscoa e apesar de não ligar nada a estas festas, só o consumismo já afasta muito pessoal, sempre como umas amêndoas de chocolate, sem amêndoa. parece um paradoxo, mas são aquelas que têm no interior, no lugar da noz, chocolate mais mole, de leite e outros.
Depois corre-se à volta da casa para fazer dieta...
Então as cookies são mesmo de chocolate?
Mas levam amêndoa, não é???
Tenho que poupar os dentes porque parece que já não vão crescer outros.
Penso eu que a medicina não está assim tão avançada.
Bem, chega de "conversa escrita"
Só posso desejar que as bolachas fiquem boas e uma "ótima" Páscoa, com muitos doces e esquecimento das dietas.

Um abração deste lado do mar.